Sexta-Feira, 14 de Dezembro de 2018    Responsável: Jota Oliveira    Fone: 67 9988-5920

Três motivos para as empresas investirem em logística reversa


O programa Logística Reversa do Senai ajuda as empresas a viabilizar economia nos processos produtivos. (FOTO: Ascom Fiems)

 

Nos últimos anos, a sustentabilidade se tornou um tema bastante discutido e o conceito de logística reversa também se transformou em uma ferramenta fundamental para o setor empresarial. Em 2010, a logística reversa foi instituída pela Lei Federal 12.305/2010, Política Nacional dos Resíduos Sólidos (PNRS), trazendo a obrigatoriedade compartilhada para fabricantes, importadores, distribuidores e comerciantes de diversos materiais, como resíduos e embalagens, conforme o grau e a extensão do impacto à saúde pública e ao meio ambiente.

Segundo a coordenadora do Programa Senai de Gestão Ambiental, Liliane Candida Corrêa, o setor empresarial é responsável pelos resíduos sólidos e por definir quais ações irão ocorrer para o correto reaproveitamento ou descarte. “Em Mato Grosso do Sul, uma resolução estabeleceu um prazo até junho deste ano para que as empresas apresentassem um plano de logística reversa. As empresas que não entregaram ainda estão convocadas a realizarem, conforme regras do órgão ambiental estadual”, explicou.

Ela destaca ainda que o Senai disponibiliza consultorias aos empresários industriais sul-mato-grossenses sobre logística reversa, em atendimento à Política Nacional de Resíduos Sólidos e à legislação estadual, oferecendo apoio técnico e jurídico. “Trata-se o Programa Senai de Logística Reversa, que tem como objetivo a elaboração de propostas de Sistemas de Logística Reversa dos Setores Industriais do Estado, em cumprimento à Política Nacional de Resíduos Sólidos, oferecendo apoio técnico e jurídico aos sindicatos que realizaram a adesão”, informou.

Liliane Candida Corrêa completa que a logística reversa traz vantagens para a indústria que, além da conformidade legal ambiental, tem o proveito de diluição dos custos e ampliação das ações. Veja abaixo os motivos para se adotar a logística reversa:

1 - Maior visibilidade socioambiental

Enfatizar as práticas adotadas pela empresa quanto à destinação dos resíduos de seus produtos é uma ótima forma estreitar a relação com o cliente e reforçar o posicionamento da marca. A empresa pode criar ações de marketing para informar sobre suas práticas, a fim de conscientizar o consumidor e gerar uma publicidade positiva.

2 - Redução de custos

A logística reversa viabiliza a economia nos processos produtivos das companhias, já que os resíduos retornam à cadeia produtiva, o que diminui o consumo e os custos de matérias-primas. Esse processo de retorno de resíduos às empresas evita que eles possam poluir ou contaminar o ambiente.

3 - Ampliação e desenvolvimento de novos negócios

As empresas passam a adotar tecnologias mais limpas, que simplificam a reutilização e a criação de embalagens e produtos que podem ser reciclados com maior facilidade.  “Além disso, toda sociedade se beneficia com o aumento na geração de empregos, a ampliação do mercado de gestão e de gerenciamento de resíduos”, completou Liliane Candida Corrêa.

Serviço - Mais informações sobre o Programa Senai de Logística Reversa podem ser obtidas pelo telefone (67) 3311-8500 ou pelo e-mail senaiempresa@ms.senai.br . (Texto: Daniel Pedra – Ascom Fiems).

 


Fonte: Daniel Pedra - Ascom Fiems