Domingo, 08 de Dezembro de 2019    Responsável: Jota Oliveira    Fone: 67 9988-5920

PM de Japorã combina prevenção de acidentes com ação social


Sargento Nilson Silva e seus subordinados desenvolvem uma excelente iniciativa em Japorã. (FOTO: Divulgação)

 

Município localizado no extremo sul do Mato Grosso do Sul, próximo à divisa com o Paraná e fronteira com o Paraguai, Japorã, que possui atualmente, cerca de nove mil habitantes, dos quais cerca de cinco e seiscentos são indígenas Guarani, a exemplo das demais localidades brasileiras enfrenta diversos problemas relacionados ao trânsito.

Para tentar amenizar tal situação, o Grupamento da Polícia Militar daquele Munícipio, com o apoio do Comando do 12º Batalhão de Polícia Militar, está realizando durante este mês, em que se comemora o “Maio Amarelo”, um círculo de palestras. 

Equipados com recursos audiovisuais, que incluem músicas temáticas, fotos e filmes direcionados ao público infantil ou adulto, e também levando consigo, objetos como volante, capacete, cinto de segurança e lata de cervejas vazias, que são usadas em  teatro de improviso, os militares visitam as unidades de ensino, que vãos desde creches até escolas com o Ensino Médio, e lá fazem palestras, exibem os vídeos e mesmo fardados, viram personagens de uma apresentação artística improvisada, para de maneira simples, ensinar as crianças que estudam até o quarto ano do ensino fundamental, regras básicas de circulação embarcada ou a pé. Já com os maiores, o tema é abordado de outra forma.

Comandante da PM local e idealizador da iniciativa, o Primeiro Sargento Nilson O. Silva, explica que devido à pouca idade dos pequenos (entre dois e nove anos), a capacidade de assimilação de alguma forma seria prejudicada, então “entendemos que pondo um policial para acionar a sirene da viatura ou apitar, conforme a ocasião, deixando que as crianças digam o que está errado, seria bem mais interessante. Estão nos surpreendendo positivamente”, diz o Militar.

SACOLA CHEIA: Ciente de que existem várias famílias carentes no Município, logo após a palestra que aconteceu na noite de segunda-feira (20), na Escola José de Alencar de Jacareí (distrito de Japorã), a PM, com o apoio da direção daquela unidade de ensino, que tem cerca de mil e duzentos alunos, quase todos indígenas ou membros de movimentos sociais de luta pela terra, colocou em prática o projeto “Sacola Cheia”.

A iniciativa objetiva beneficiar a maior quantidade possível de famílias. Nilson explica que está sendo realizada pela Polícia Militar de Japorã uma campanha do agasalho, sendo que grande parte do material foi entregue após a palestra a mães e pais de famílias, que são alunos do Projeto Eja, com média de idade acima dos trinta anos.

“É simples. Cada aluno recebeu uma sacola plástica de tamanho médio. Eles adentravam a sala onde estavam roupas e calçados seminovos, podendo levar o que quisessem e coubesse nas sacolas, porém, não poderiam levar roupas soltas na mão, a não ser peças grandes como cobertas, travesseiros ou lençóis. Assim, distribuímos rapidamente, mais de mil peças, auxiliando diretamente dezenas de famílias carentes”, explica Nilson. (Texto: Nilson Silva – Japorã).

 


Fonte: Nilson Silva - Japorã