Quarta-Feira, 17 de Julho de 2019    Responsável: Jota Oliveira    Fone: 67 9988-5920

Rose Modesto cobra de Ministro da Educação retomada de investimentos


Abraham Weintraub foi sabatinado pelos parlamentares ontem após ser convocado a dar explicações sobre cortes orçamentários
Deputada federal Rose Modesto participando de reunião com o Ministro da Educação nesta quarta-feira, em Brasília. (FOTO: Assessoria)

 

A deputada federal Rose Modesto (PSDB/MS) cobrou do Ministro da Educação, Abraham Weintraub, na noite desta quarta-feira (15/05), a retomada dos investimentos no setor educacional, do ensino básico ao universitário. A interpelação foi feita durante Comissão Geral da Câmara dos Deputados, que convocou o titular da pasta para explicar os cortes de R$ 7 bilhões dos recursos da União para o setor, anunciado no início do mês.

A parlamentar sul-mato-grossense destacou que um dos problemas na área é que "hoje, mais de 30%,  ou seja, um terço das crianças de zero a três anos de idade, crianças pobres, estão fora dos CEINFs, das creches. Mas isso não traz um retrocesso só na questão da alfabetização. Hoje, há crianças correndo o risco de serem abusadas sexualmente por não terem onde ficar! Elas deveriam estar numa creche, mas muitas vezes estão nas mãos de um estranho".

"Será que realmente não foi possível cortar recursos de outras áreas? O Diário Oficial, do dia 29, publicou que o Ministério da Educação teve o maior corte previsto!", ressaltou a deputada que vê com tristeza a situação do Ministério da Educação.

"Já estamos no quinto mês do ano e a pasta que vimos mais comprometimento dos recursos nesses primeiros cinco meses, com troca de Ministros e de seus gestores, foi no Ministério da Educação. E não há uma forma de pensar diferente senão a de que o Brasil ainda continua na contramão de todos os países do mundo que conseguiram diminuir a pobreza e a desigualdade, usando exatamente um instrumento chamado educação".

Após este desabafo, Modesto cobrou o ministro: "Sabendo que esse contingenciamento previsto acaba sendo maior do que os cortes para as universidades, como está hoje a programação dos senhores? Há previsão de cortes para a educação básica, para a educação infantil, para o ensino médio? Sim ou não?", indagou a deputada.

Weintraub respondeu que o problema é mais grave ao que foi apresentado pela parlamentar. "Quanto ao fato de um terço das crianças estarem fora da creche, Deputada Rose Modesto, eu concordo com a sua preocupação e vou reforçá-la, porque não é um terço que está fora das creches, pois um terço está nas creches, 30%; outros 70% estão fora da creche. E esse é um grande desafio que temos que enfrentar", afirmou o ministro, explicando que "a lei nos obriga, e a gente não tem margem de manobra senão contingenciar", referindo-se aos cortes no orçamento da pasta. (Texto: Assessoria de Imprensa do Gabinete).

 


Fonte: Ascom do Gabinete