Domingo, 15 de Setembro de 2019    Responsável: Jota Oliveira    Fone: 67 9988-5920

Trabalhos da Escola do Sesi de Naviraí conquistam pódio na Feira


 

Foram projetos de escolas públicas e privadas do Brasil inteiro, mas a Escola do Sesi de Naviraí destacou-se e teve três trabalhos selecionados para a Feira Paranaense de Ciência e Tecnologia (Feparcit), encerrada no sábado (04/05), em Cascavel (PR). Dois projetos conquistaram o 2º lugar em diferentes categorias, resultado que garantiu credenciais para participação em feiras nacionais de iniciação científica.

O AAT (Alimentador de Animais Automatizado), idealizado pelas alunas Ively Maria Pereira Fegadoly e Ketlén Mayara Panussi de Oliveira, do 3º ano do Ensino Médio, levaram a medalha de prata na categoria Ciências Agrárias e vaga para a Expoceti (Exposição de Ciência, Engenharia e Tecnologia e Inovação), em São Lourenço da Mata (PE). Já a Política na Escola, de Felipe Salatin da Fonseca, Pedro Engel de Souza Von Dentz e Rafael Engel Engel de Souza Von Dentz, levou o 2º lugar em Ciências Humanas e credencial para a 1° Fenadante (Feira Nacional de Ciência e Tecnologia Dante Alighieri, em São Paulo (SP).

“Ao chegar e ver como a feira funciona, a organização, a recepção, foi tudo surpreendente e incrível. E tivemos uma perspectiva ampliando como realmente funcionam as grandes feiras”, afirmou a aluna- Ively Fegadoli, do 3º ano do Ensino Médio, uma das idealizadoras do AAT. “Foi incrível entrar na feira e ver a magnitude, é muito interativa e surpreendente. Foi um prazer poder fazer parte de um universo de desenvolvimento tecnológico e científico, onde conseguimos ter uma maior perspectiva de mundo”, acrescentou Ketlen Panussi, do 3º ano, que também participa do projeto do AAT.

 

Política na Escola

 

Para os alunos que idealizaram a Política na Escola, poder apresentá-lo a outros pesquisadores e alunos de todo o País e, ainda, serem premiados, foi uma experiência enriquecedora. “Experiências como essa nos fazem aprender a lidar com as pessoas, faz saber que todo mundo pode acrescentar um pouco na sua vida. A feira foi maravilhosa”, considerou o aluno Pedro Engel, do 1º ano. “Foi muito importante para mim, pois adquiri muita experiência. A estrutura foi excepcional, nunca imaginei que veria isso na minha vida”, completou Felipe Salatin, do 1º ano.Os professores orientadores destacam o incentivo à participação nos projetos de iniciação científica não somente aos alunos ligados aos trabalhos classificados, mas por toda a Escola do Sesi de Naviraí. “Ver a reação dos alunos ao receberem a notícia que foram aprovados na Feparcit foi incrível, só não foi melhor do que ver o brilho no olhar de cada um ao ver a dimensão do evento onde estão demostrando seus projetos. A iniciação científica pode moldar o futuro acadêmico dessas crianças”, afirmou o professor Anderson Douglas.

“O evento nos surpreendeu e está sendo de grande aprendizado para os alunos e, para nós, ver a emoção de cada um nas apresentações, é inexplicável! Vivenciamos a iniciação científica, a robótica e o empreendedorismo em uma feira maravilhosa”, resumiu Professora Patrícia Vedovoto.

 

Sem Sinal

Além dos dois projetos, a Escola do Sesi de Naviraí também foi selecionada para participar da Feparcit com o projeto Sem Sinal. A aluna Melissa Vieira, do 9º ano, contou a expectativa de participar pela primeira vez de uma feira científica nacional. “Fiquei muito feliz quando descobri que nosso projeto foi aprovado. Quando cheguei ao local do evento me surpreendi pois não imaginava uma feira tão imensa, e também me surpreendi com os projetos apresentados”, disse. “Fique super ansiosa e quando cheguei aqui fiquei maravilhada com o local, achei extraordinário, algo incrível. Adorei”, completou Isadora Maggioni Mansano, que também é do 9º ano.

Desde o ano passado, a Rede de Ensino do Sesi investe e incentiva que os alunos mergulhem no universo da pesquisa científica. Do 8º ano do Ensino Fundamental até o Ensino Médio, os alunos têm contato com trabalhos de pesquisa que muitos só irão ter acesso na faculdade. Os jovens desenvolvem projetos de pesquisa em diversas áreas do conhecimento, sempre com a orientação de um professor, podendo contar, ainda, com auxílio de docentes da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), graças a uma parceria do Sesi com a instituição de ensino.

Serviço – Mais informações sobre a Rede de Ensino do Sesi pelo www.sesims.com.br/escola ou pelo telefone 0800 723 7374. (Texto: Daniel Pedra – Ascom Fiems).

 

 

 


Fonte: Daniel Pedra - Ascom Fiems