Segunda-Feira, 22 de Julho de 2019    Responsável: Jota Oliveira    Fone: 67 9988-5920

Sanesul promove encerramento do Projeto de Eficiência Energética


Visão aérea da sede administrativa da Sanesul em Campo Grande. (FOTO: Assessoria)

 

No próximo dia 06 de maio, a Sanesul promove o último encontro do PROESSA. Durante seis encontros programados, de junho/18 até maio de 2019, os participantes trocaram experiências, moderadas por profissionais, e receberam treinamentos específicos para a elaboração dos Planos de Gestão de Perdas e de Energia, que serão entregues no encerramento na sede da Sanesul, aos Prefeitos e Diretores de suas Unidades Regionais e certificados.

O evento começa às 09h00 no auditório da sede em Campo Grande com a participação de todos os envolvidos das regionais e capital. Também autoridades municipais e toda a diretoria da Sanesul.

 

O QUE É PROEESA

Significa Projeto de Eficiência Energética em Sistemas de Abastecimento de Água e nasceu em janeiro de 2016, fruto da cooperação técnica entre o Ministério das Cidades e o Ministério Federal da Cooperação Econômica e do Desenvolvimento (BMZ) da Alemanha, através da Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental e da Cooperação Alemã Para o Desenvolvimento Sustentável (Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit – GIZ).

Tem como objetivo melhorar as condições para implantação de medidas de eficiência energética, com o intuito de aproveitar o potencial de economia existente nos sistemas de abastecimento de água para consumo humano.

 

PROGRAMA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA SANESUL

O programa tem a finalidade de executar a iniciativa “Redes de Aprendizagem em Eficiência Energética”, e foca na redução de perdas de água e ao uso eficiente de energia elétrica e se encontra sistematizado no Acordo de Cooperação Técnica celebrado entre a União, representada pelo Ministério das Cidades, a Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul e a Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Mato Grosso do Sul.

Segundo a Engenheira de Energia Jessica Rocha Gama - Assessora Técnica do ProEESA, “a iniciativa estabeleceu uma rede de aprendizagem composta de 16 sistemas de abastecimento de água da SANESUL em parceria com a AGEPAN, sob supervisão do MCIDADES. As sessões de trabalho ocorreram nos encontros programados com treinamentos específicos com especialistas ao longo do processo de elaboração dos Planos de Gestão de Perdas e de Energia”, explicou.

“No final dessa agenda, 16 sistemas de plano de redução de perdas de água e de energia foram montados e devem subsidiar a elaboração ou revisão dos respectivos Planos Municipais de Saneamento Básico (PMSB).

 

Evento ocorrerá na Sanesul, em Campo Grande

Além disso, tem uma lista de intervenções administravas e eventuais medidas de investimentos na área de perdas e de eficiência energética”, informou o diretor Comercial e de Operações da Sanesul, Onofre Assis de Souza.

 

Encontros do ProEESA

Os encontros presenciais serviram para estudos e exercícios práticos, razão pela qual as capacitações aproximou-se o máximo possível de suas realidades operacionais. Os projetos são alinhados com a questão de eficiência energética.

O primeiro evento foi realizado em junho/18, na cidade de Dourados. O segundo encontro aconteceu em Três Lagoas em agosto/18, o terceiro em Ponta Porã no mês de outubro/18, e o quarto no período de 03 a 05/dezembro/18 em Bonito. O sexto encontro foi em Nova Andradina, em março /19, e último acontece no próximo dia 6 de maio na sede da Sanesul, com a entrega dos Planos de Gestão de Água e Energia pelos participantes aos Prefeitos e Diretores de suas Unidades Regionais e certificados.

Para a coordenadora do ProEESA, Engenheira Rita Cavaleiro de Ferreira, natural de Portugal, representante no Brasil da Cooperação Alemã Para o Desenvolvimento Sustentável (Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit – GIZ), a Sanesul tem um plano diretor de redução perda eficiente.

“Até agora ainda não tínhamos visto um Plano tão enxuto, tão executivo quanto este. A coleção de indicadores selecionada está bastante boa, completa e se nota que é fruto de muita reflexão por parte de técnicos especializados”, comentou Rita Cavaleiro.

Ela explica que a Rede de Aprendizagem é formada com o objetivo de resolver problemas em comum. “Para tanto são constituídos ao menos três grupos fundamentais: organizadores, especialistas e participantes. Os organizadores são responsáveis pela constituição da rede, pela seleção das empresas ou regionais participantes, pela definição dos temas a serem abordados, pela seleção dos especialistas, calendários e programações, logística, acompanhamentos e emissão de relatórios”, disse. (Texto: Ascom da Sanesul).

 


Fonte: Ascom Sanesul