Sábado, 23 de Marco de 2019    Responsável: Jota Oliveira    Fone: 67 9988-5920

PMA apreende redes de pesca, barco e motor de infratores


PMA de Corumbá apreende redes de pesca, barco e motor de pescadores durante a piracema. (FOTO: PMA)

 

Policiais Militares Ambientais de Corumbá realizaram uma operação de fiscalização no rio Paraguai, Paraguai-Mirim, na região da Baía do Tuiuiú, do Castelo, Baía da Patrícia, região do Amolar, Boca do Felipe, rio Velho e rio São Lourenço, iniciada no dia 14 e encerrada neste domingo (17) e abordaram 17 embarcações e 40 pessoas, especialmente, as que pescavam na modalidade pesque-solte, que está permitida no leito do rio Paraguai.

Durante os trabalhos, os Policias perceberam que uma embarcação, onde estavam dois homens, em um local denominado Ilha do Rato, afastou-se e adentrou em uma mata, tentando se esconder da fiscalização. A equipe foi ao local e percebeu que os infratores haviam fugido e abandonado uma embarcação, com motor de popa 25 HP, em um acampamento sob mata fechada, onde foram encontrados mais quatro isopores com gelo, e quatro redes de pesca, medindo 200 metros (petrecho proibido) e tambores com combustível. Os Policiais diligenciaram na região, porém, não encontraram os criminosos.

As redes, o barco, o motor foram apreendidos e encaminhados à delegacia de Polícia Federal de Corumbá, que investigará a autoria do crime de pesca predatória, que não será difícil, devido à identificação do motor e embarcação. Os infratores ao serem identificados responderão pelo crime ambiental cometido. A pena para este crime é de um a três anos de detenção. Eles também serão multados pela PMA. A multa por pesca predatória pode chegar a em R$ 100.000.00.

Trabalhos preventivos, especialmente durante a piracema são fundamentais, pois pescadores com essa quantidade de redes, petrecho com alto poder de captura, podem cercar grandes trechos do rio por onde passam os cardumes. A retirada desta quantidade de redes do rio impede a degradação dos cardumes, principalmente, como neste caso, em que os elementos iriam iniciar a pescaria e não conseguiram capturar nenhum pescado. (Com informações Ascom PMA/MS).

 


Fonte: Ascom PMA/MS