Quarta-Feira, 21 de Agosto de 2019    Responsável: Jota Oliveira    Fone: 67 9988-5920

Mãe admite que afogou bebê em açude e alega que ele tinha HIV


Mulher afirmou ter AIDS e que o filho havia nascido contaminado pelo vírus
Açude localizado em assentamento. (FOTO: Divulgação)

Uma mulher de 25 anos, que não teve o nome divulgado pela Polícia Civil, foi presa após confessar ter afogado o filho recém-nascido em um açude de Itaquiraí. O bebê foi localizado pelo avô no reservatório de água no Assentamento Aliança, dia 17 de dezembro de 2018.

O avô da criança contou que foi ao pasto buscar as vacas leiteiras para ordenhar por volta das 7h, quando viu o bebê no açude que é usado como bebedouro dos animais. O sitiante chamou um vizinho para ver e confirmar se era mesmo o corpo de uma criança.

Após confirmar, eles acionaram a Policia Militar de Itaquiraí, que preservou o local até a chegada da Policia Civil e Perícia.

Durante as últimas três semanas de investigação, a Polícia Civil conseguiu identificar e localizar a mãe do recém-nascido. Em depoimento, a mulher afirmou ser portadora do vírus da Aids e admitiu ter matado o bebê porque ele teria sido contaminado com o HIV.

De acordo com o delegado da Polícia Civil de Itaquiraí, Edson Ruiz Ubeda, a mulher foi até o açude na propriedade do pai, logo após o nascimento do filho.

A perícia apurou que o corpo foi localizado no dia 17, mas já estava no açude entre 24 e 100 horas. O recém-nascido foi encontrado ainda com cordão umbilical. A mulher foi indiciada pelo crime de homicídio qualificado pelo motivo torpe. A Polícia Civil ainda não encerrou o inquérito, e aguarda materiais da perícia para conclusão do mesmo. (Com informações Campo Grande News).


Fonte: Campo Grande News